Lição None

Leitura Diária da Escola Dominical 3º Trim Lição 9 A Necessidade de Termos Uma Vida Santa

Santificar-se é Separar-se do Pecado; No Entanto o Homem Profano Trata com Irreverência as Coisas Sagradas


Lições bíblicas
Arquivo
Partilhe! Obrigado.

LEITURA DIÁRIA DA ESCOLA DOMINICAL 3º TRIM LIÇÃO 9

A NECESSIDADE DE TERMOS UMA VIDA SANTA

SEGUNDA, TERÇA E QUARTA

Levíticos.10:10, E para fazer diferença entre osanto e o profano e entre o imundo e o limpo,

SANTIFICANDO O PROFANO E PROFANANDO O SANTO: A INVERSÃO DOS VALORES ESPIRITUAIS

Ezequiel 44.23 E a meu povo ensinarão a distinguir entre o santo e o profano e o farãodiscernir entre o impuro e o puro.

A Igreja de Cristo neste presente século atravessa por umadas suas maiores provas de santidade.

Vivemos em uma sociedade onde tudo é relativo, onde apermissividade campeia nosso habitat natural.

Hoje o que mais se escuta é que Deus quer somente o coração

E é exatamente essa relatividade que aos poucos vem sendointroduzida no seio da igreja, onde se “santifica” o profano e se profaniza osanto.

A prova disso é que muitas placas de igrejas vêm seespalhando por todo mundo,

Mais em meio a milhares que surgem quase que diariamente,pouquíssimas vem com o verdadeiro objetivo de pregar um Evangelho puro eimaculado.

No texto que tomamos por base a leitura bíblica, encontramosduas palavras-chaves:

Distinguir ediscernir. Na língua portuguesa, essas duas palavras são sinônimas,

Porém, dentro da ótica bíblica existe uma distinção entreuma e outra.

Distinguir significa separar, diferençar e discernir écomparar, analisar.

Santidade

Quando Deus criou o homem, Ele o fez em um estado desemelhança e santidade. Genesis 1.26 “E disse Deus: Façamos o homem ànossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, esobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todoréptil que se move sobre a terra.”

A Imagem e semelhançado homem; Fisicamente temos a capacidade de distinguir, intelectualmentetemos a capacidade de discernir

  TESSALONOCENSES. 4:3: “Porque esta é a vontade de Deus, a vossasantificação:…”

A palavra SANTO tem sua origem no hebraico Kadosh que no grego é traduzido por Ágios.

A Santidade é um atributo inerente à Trindade Divina, queDeus quer compartilhar com sua Igreja Amada. LEVITICOS. 11.44 “Porque eu sou o SENHOR, vosso Deus;portanto, vós vos santificareis e sereis santos, porque eu sou santo;…

Essa frase foi repetida pelo Apóstolo Pedro em I Pedro 1:15-16: mas, como é santo aqueleque vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver,porquanto escrito está: Sede santo, porque eu sou santo.”

Com a impossibilidade de alcançar o grau de santidade queDeus requer de cada um de nós, o Apóstolo Paulo traz um padrão a ser seguido: I Cor 11:1Sede meus imitadores, como também eu, deCristo.”

Se tão-somente procurarmos imitar a santidade, temos forçapara vencer o pecado que tanto nos ronda querendo destruir a nossa fé!

 A“Santificação” do Profano

Romanos 1.23-25 E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem dehomem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. - Pelo que tambémDeus os entregou às concupiscências do seu coração, à imundícia, paradesonrarem o seu corpo entre si; - poismudaram a verdade de Deus em mentira e honraram e serviram mais a criatura doque o Criador, que é bendito eternamente. Amém!

Santificar o profano, é adorar homens, objetos ou animais. Aidolatria é sempre algo que desagrada a Deus.

O homem é um ser naturalmente vaidoso, por mais que ele nãoadmita.

Agora compete a ele alimentar ou não essa vaidade pessoal.Temos um clássico acontecimento na vida de Paulo Atos 14: 11-15.

E as multidões, vendoo que Paulo fizera, levantaram a voz, dizendo em língua licaônica: Fizeram-seos deuses semelhantes aos homens e desceram até nós. - E chamavam Júpiter aBarnabé, e Mercúrio, a Paulo, porque este era o que falava. - E o sacerdote deJúpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trazendo para a entrada daporta touros e grinaldas, queria com a multidão sacrificar-lhes. - Ouvindo,porém, isto os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgaram as suas vestes e saltarampara o meio da multidão, clamando - e dizendo: Varões, por que fazeis essascoisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vosanunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, e aterra, e o mar, e tudo quanto há neles;

Nestes versículos o Apóstolo Paulo fechou definitivamenteuma porta que poderia se abrir ali para uma vaidade e promoção pessoal.

Adoração aos Animais.Os xintoístas ( religião de origem japonesa ) que adoram kamis que geralmente tem uma forte ligação com a natureza que no seuentendimento é uma forma de purificação, elevação espiritual, e meditação.

Os Xintoístas adoram animais:

Quando Moisés subiu ao Monte o povo sentiu que tardava emdescer e obrigaram Arão a criar umobjeto de adoração. Ex 32: 3-4. - Então, todo o povo arrancou os pendentes de ouro que estavam nas suasorelhas, e os trouxeram a Arão, - e eleos tomou das suas mãos, e formou o ouro com um buril, e fez dele um bezerro defundição. Então, disseram: Estes são teus deuses, ó Israel, que te tiraram daterra do Egito.

A abominação cometida foi tão grande diante de Deus, que eleinterrompeu o diálogo que estava tendo com Moisés e ordenou que Moisés descessedepressa porque o povo estava se corrompendo. Ex 32:7-8

Adoração a objetos:Existe uma infinidade de objetos que o ser humano adora, seja na condição desupersticioso ou religioso.

 Exemplos de alguns: pé de coelho, pirâmides, cristais, trevo dequatro folhas. Tudo isso estão ligados à crendices populares,(superstição)

Mais existem objetos considerados como sagrados que tomam adevida honra de adoração a Deus. Ex: Crucifixos, medalhas, fitinhas do senhordo bonfim, ferradura e mais

Seja qual for o objeto de adoração, o Senhor condenaveementemente pela sua palavra.

Levítico 26.1 Não fareis para vós ídolos, nem vos levantareis imagem de escultura nemestátua, nem poreis figura de pedra na vossa terra, para inclinar-vos a ela;porque eu sou o SENHOR, vosso Deus.

A Profanação do Santo. Louvor Profanado:

A música genuinamente sacra, vem perdendo sua essência, comnovos ritmos que vem surgindo quase que diariamente em nossos templos taiscomo, Hip Hop, Rap, Samba, Rock, Axé,funk e outras.

A verdadeira música de louvor e adoração é aquele que acalmaa alma e eleva o espírito as dimensões espirituais.

É ritmos como esse que muitos “cantores” vêm introduzindonos louvores de nossos cultos,

Porém a Bíblia nos diz que Deus não quer simplesmentecantores, o que Deus procura é verdadeiros adoradores que O adorem em espíritoe em verdade.

 João 4:23-24. Mas a hora vem, eagora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e emverdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, eimporta que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

Templo de DeusProfanado.1ªCoríntios 6.19 Ounão sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós,proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

A Bíblia Sagrada diz que Deus não habita em templo feito pormãos humanas Atos 17:24b.

 Isso quer dizer que oEspírito Santo de Deus faz morada em nossas vidas,

E como habitante permanente devemos cuidar muito bem doTemplo de Deus.

1João 2.16 Porque tudo o que há no mundo, aconcupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não édo Pai, mas do mundo.

Em outra passagem a Bíblia diz em I João 5:19 que o Mundo jazno Maligno.

Concupiscência daCarne: É a nossa tendência pecaminosa aos desejos carnais que dentre essesdesejos o mais forte é o erotismo que faz parte de um sistema mundano; Sexo,Dinheiro e Poder

As revistas e os filmes pornográficos, as piadas de duplosentido, tudo isso são pecados que nos separam do amor de Deus.

Concupiscência dosOlhos: A nossa maneira de ver e cobiçar coisas, pode nos levar ao pecadoprincipalmente a inveja e a cobiça

Soberba da Vida:A arrogância, a prepotência, a vaidade e muitas outras coisas que podem nosafastar de Deus.

1ª Cor 2:9 Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem são as que Deus preparou para os que o amam.

1ª Tess 5.21,22 Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vosde toda aparência do mal.

Para vencermos essa prova de santidade em que estamos sendosubmetidos neste século presente,

 É necessário tomarmoso maior cuidado para não profanarmos as coisas de Deus, e não santificarmos ascoisas mundanas, que nos rodeiam vinte e quatro horas por dia.

Sejamos vigilantes, estejamos sempre em alerta conforme o ApóstoloPedro ensina 1ªPedro 5:8 Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vossoadversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;

Exodo.26:33, Pendurarás o véu debaixo dos colchetes,e porás a arca do testemunho ali dentro do véu; e este véu vos fará separaçãoentre o santuário e o lugar santíssimo, Levíticos.19:2, Fala a toda acongregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, oSENHOR vosso Deus, sou santo.

Ser santo é serdedicado a Deus.

Quem aceita Jesus como senhor e salvador é santo, porque sededicou a Deus e o Espírito Santo mora dentro dele.

 Deus é santo porque éperfeito, sem pecado.

Santidade é purezaperfeita.

Deus é puro. Deus não pode ser contaminado pelo pecado. Eleé perfeitamente bom e justo.

Deus é o exemplo perfeito de santidade.

Quem é santo? Seráque o homem pode ser santo?

Todos os salvos são santos, porque Deus os separou do poderdo pecado.

 Agora pertencemos aDeus; nossos pecados foram apagados.

Ser santo é ser puro diante de Deus e nós somos purificadospelo sacrifício de Jesus na cruz (1 Coríntios 6:11). Nós somos santos porqueJesus é santo.

Ser santo não significa ser perfeito.

Quem é salvo ainda peca mas já não é dominado pelo pecado (1 João1:8-9). Se dissermos que nãotemos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiele justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.

Deus trabalha progressivamente em sua vida para asantificação.

Quem é salvo procura viver de maneira santa, agradável aDeus (1 Pedro 1:15-16). Isso implica:

Louvar a Deus –nossas vidas são dedicadas a Deus. Podemos louvar a Deus em tudo

Ser santo é desenvolver intimidade com Deus.

Evitar o pecado –é impossível evitar todo o pecado mas podemos vencer os pecados com a ajuda doEspírito Santo.

Estamos livres, o pecado já não tem de nos dominar.

Se o pecado não agrada a Deus, também não nos deve agradar.

Fazer o bem – teruma atitude de vida santa vai além de só evitar o mal. A Bíblia nos ensina comoviver de maneira exemplar; nosso trabalho é aprender essa vida (Efésios4:22-24).

Quando entendemos que somos santos, nossa atitude muda.

Não precisamos viver mais na culpa e no medo do pecado,porque Jesus nos purificou! Agora podemos fazer o que é certo e agradar a Deus.

QUINTA.HEBREUS.9:14, Quanto mais o sangue de Cristo, quepelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará asvossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?

O SANGUE DE CRISTO NOS SANTIFICA

Somos santificadospor causa do sangue de Cristo que nos purifica dos nossos pecados

"Mas, seandarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e osangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo pecado" (1 João 1.7)

"Por isso tambémJesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, sofreu fora daporta." (Hebreus 13.12)

Jesus foi sacrificado na cruz. Seu precioso sangue foitotalmente derramado.

O primeiro benefício que passa na mente de cada pessoa ao seconfrontar com essa verdade é a purificação de pecados.

O pecado é purificado através de sangue derramado, pois osalário do pecado é a morte.

Todo dia os sacerdotes levíticos ofereciam sacrifícios deanimais pelo pecado do povo e pelos seus próprios,

Esses sacrifícios que não libertavam o povo da escravidão dopecado, mas o sacrifício perfeito, capaz de nos libertar de uma vez por todasdos laços do pecado foi o de Jesus:

É nessa vontade dele que temos sido santificados pela ofertado corpo de Jesus Cristo, feita uma vez para sempre.

Ora, todo sacerdote se apresentava dia após dia, ministrandoe oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podiam tirarpecados;

Mas este, havendo oferecido um único sacrifício pelospecados, assentou-se para sempre à direita de Deus (Hebreus 10.10-12)

Temos que ter consciência de que é possível nos achegarmos aDeus, com o coração arrependido e invocar a misericórdia e o perdão do Senhor.

Ele nos perdoará, porque Deus deu o Seu Filho como ofertapelo pecado não para julgar o mundo, mas para salvar (João 3.17; 1 João 1.9).

Não importa o tamanho ou a quantidade de pecados. Jesus foio sacrifício perfeito, que remove e nos liberta de todos os nossos pecados deuma vez por todas!

Se, pois, o Filho voslibertar, verdadeiramente sereis livres." (João 8.36)

SEXTA – 1ªPedro 1:16 Porquanto está escrito: Sedesantos, porque eu sou santo.

Deus nos chamou para Santificação

SABADO – hebreus 12:14 Segui a paz com todos, e asantificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;

SEM A SANTIFICAÇÃO NINGUEM VERÁ O SENHOR

A SANTIFICAÇÃO É FRUTO DA SALVAÇÃO, SE NÃO VIVEMOS UMA VIDASANTA DIANTE DE DEUS NÃO SOMOS SALVOS,

Tudo é uma questão de entendimento, de compreensão de quemsomos.

A grande ignorânciana obra de Deus, é; Transformar a vontade de Deus, em religiosidade;

Isso afasta os homens do plano que Deus tem para os homens

E assim não entenderemos porquê devemos produzir frutos querevelam quem somos.

Precisamos compreender que sendo feito filhos, libertos dopoder do pecado, nossa vida deve ser voltada inteiramente para revelar averdade do reino,

 Para proclamarmos oevangelho de Deus e manifestarmos Jesus Cristo entre os homens.

Tendo esta consciência de libertação e de reconciliação,

Faremos como Paulo afirmou, produzir frutos para asantificação,

Pois é a expressão da vida eterna do Criador que recebemos:” Agora, porém, libertados do pecado,transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e,por fim, a vida eterna; porque o saláriodo pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em CristoJesus, nosso Senhor.” (Rm 6:22-23).

Os nossos procedimentos são santos, por causa de quem somos,

Por causa da obra de Deus, da libertação recebida por meiode Jesus Cristo que se ofereceu para cumprir sua justiça

Sua oferta, a morte na cruz, tem por objetivo trazer alibertação, a consumação da justiça divina, oferecendo reconciliação e vida aoshomens. Na cruz nós morremos com Cristo.

Quando compreendemos que morremos, então, entendemos, que emCristo devemos, com a nossa morte com Ele, viver em novidade de vida.

Morremos para o pecado, não somos mais escravos do pecado,fomos feitos servos de Deus.

Na cruz o velho homem foi crucificado, estamos justificadosdo pecado para vivermos para o reino de Deus, para revelar por meio de nossosmembros a justiça e a vida de Deus (Rm 6:3-4;

E agora demonstramos o nosso amor através de nossos frutosde santificação

Não Santificarmos a nossa vida para ser salvo mas porque jásomos salvos em Cristo Jesus

Os frutos da santificação se revelam nas atitudes e obrasque realizamos, em como vivemos, na consciência de quem somos.

A compreensão clara da salvação, de que recebemos da vida deDeus, da Sua natureza, nos leva a empenharmos na salvação,

E a salvação nos faz morrer para a natureza humana

Assim a vida de Deus se revela em nós através de nossoscorpos.

Assim, quando nos empenhamos no processo de santificação,corremos a carreira rumo ao nosso alvo,

Agradar a Deus, sendo Santo em toda a nossa maneira deviver,

 Os frutos que iremosproduzir são frutos de quem conhece a vontade de Deus,

Pois revelaremos através de nossos membros a vida e ajustiça de Deus que foi cumprida em Cristo Jesus na cruz

ASANTIFICAÇÃO É O FRUTO DA SALVAÇÃO, POR ISSO SER SANTO É A DEMONSTRAÇÃO DE UMAVIDA SALVA E NÃO UMA ATITUDE PAR
Partilhe! Obrigado.


Vamos iniciar o 3º Trimestre de 2019 Na EBD, A Maior Escola Do Mundo; Seja Bem Vindo

Nosso Compromisso com Deus e Com as Pessoas é Ensinar e Transmitir Informações das Santas Escrituras

EBD MOLDANDO VOCÊ

Valdemar Quaglio


EBD 2º Trimestre 2019 Lição 11 O Sacerdócio de Cristo e o Levítico

EBD 2º Trimestre 2019 Lição 11 O Sacerdócio de Cristo e o Levítico

Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais sublime do que os céus.” (Hebreusb 7.26)

EBD Escola Bíblica Dominical 2º Trimestre 2019 Lição 11

Valdemar Quaglio


EBD 2º Trimestre 2019 Lição 10 O Sistema de Sacrifícios

EBD 2º Trimestre 2019 Lição 10 O Sistema de Sacrifícios

Deus Criou um Sistema de Sacrifícios para os Israelitas, Indicando que Jesus Cristo Seria o Supremo Sacrifício; Ele Pagaria de Uma Vez por Todas, Morrendo Uma Só Vez Pelo Pecado do Mundo

EBD MOLDANDO VOCÊ

Valdemar Quaglio


Escola Bíblica Dominical (EBD) 2º Trimestre 2019 Lição 9 A Arca da Aliança

Escola Bíblica Dominical (EBD) 2º Trimestre 2019 Lição 9 A Arca da Aliança

A Arca da Aliança era de Madeira de Acácia, Revestida de Ouro; O Ouro Simbolizava a Divindade de Cristo e a Madeira Simbolizava a Humanidade de Cristo, Portanto em Geral A arca da Aliança Era a Presença de Deus Entre os Israelitas

Escola Bíblica Dominical (EBD) 2º Trimestre 2019 Lição 9 A Arca da Aliança

Valdemar Quaglio