A Obra da Salvação

Lição 5

A Obra Salvífica de Jesus Cristo

Jesus Cristo é o Único Meio de Salvação e Libertação do Pecado para a Vida Eterna com Deus


Lições bíblicas adultos
4º trimestre 2017
A Obra da Salvação
Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida
Partilhe! Obrigado.

EBD 4º Trim Lição 5 A Obra Salvífica de Jesus Cristo – Leitura Diária

UM EVENTO DE HUMILHAÇÃO EM NOSSO FAVOR - SEGUNDA – MATEUS. 27:29,30 - E, tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça, e em sua mão direita uma cana; e, ajoelhando diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, Rei dos judeus. - E, cuspindo nele, tiraram-lhe a cana, e batiam-lhe com ela na cabeça.

"E le foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca; como cordeiro foi levado ao matadouro; e, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca" (Isaías 53:7).

BLASFEMADO POR NOSSA CAUSA TERÇA – MATEUS.27:39,40 - E os que passavam blasfemavam dele, meneando as cabeças, - E dizendo: Tu, que destróis o templo, e em três dias o reedificas, salva-te a ti mesmo. Se és Filho de Deus, desce da cruz.

O PERDÃO IMERECIDO, JESUS OFERECEU NA CRUZ QUARTA- LUCAS.23:34 - E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes.

 Foi espantoso que o Servo do Senhor tivesse que sofrer, foi incrível que ele tivesse de ser morto sem choro.

Não houve um aspecto do evangelho de Cristo que exigisse mais da credulidade das mentes do primeiro século do que a idéia de que Deus havia morrido.

Era uma pedra de tropeço para os judeus e loucura para os gregos (1 Coríntios 1:23). E por que não? O próprio fato que os homens pudessem matar Jesus era prova convincente para as mentes práticas de que ele não era o Filho de Deus. Era, para eles, incontestável.

Homens não podem matar Deus! E mais ainda, eles estavam certos. Nenhum homem, nem a humanidade como um todo, podem superar o poder de Deus (Salmo 2:1-5). A menos, naturalmente, que ele o queira; a menos que o permita.

 Nenhuma palavra poderia ter descrito melhor o modo surpreendente como Jesus aceitou seu sofrimento e morte do que escreveu Isaías. Nenhuma mão de carne e osso poderia tê-lo ameaçado, mas desde o princípio da sua estadia entre os homens Ele se fez acessível ao toque deles.

Foi permitido que homens e mulheres pecadores o agarrassem em desespero (Marcos.5:28).  Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei

Em demonstração da realidade de sua verdadeira presença entre nós, em carne, João escreve: 1 João 1:1,  O QUE era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida

 Mas ainda nos surpreende que aquele que tinha 72.000 anjos sob seu comando (Mateus 26:53), um só dos quais pode destruir 185.000 soldados assírios em uma noite (2 Reis 19:35), nada fez diante do impiedoso ataque enfurecido dos homens ímpios que o agarraram e o brutalizaram sem misericórdia.

A resposta, naturalmente, era simples. Seu Pai assim o queria (Mateus 26:54), e ele o queria (João 10:18).  - Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la.

Jesus não esperou que 600 homens que acompanharam Judas para buscá-lo em seus esconderijos secretos o prendessem. O Filho de Deus tirou de Judas sua utilidade andando em direção à trilha da multidão e se identificando abertamente (João 18:1-4).

O ungido do Senhor aceitou sua prisão sem discutir. Agua misturada com sangue, desceu pela face do Deus em carne, mas "ele não abriu a boca.

E assim Deus, na verdade, morreu como um cordeiro, inocente, sem se queixar. Já o ouvimos há tanto tempo que não ficamos mais chocados com isso.

O SENHOR fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos" (Isaías 53:6). E o que é ainda mais chocante: "Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo..." (Isaías 53:10). Aqui está embutida a terrível necessidade de redenção humana.

É maravilhoso ler a promessa de Isaías que este Servo é destinado a servir não só Israel, mas as nações; mas o enorme custo divino só agora é percebido. Ele morreu como um cordeiro porque era um cordeiro, um cordeiro sacrificial para propiciar a justiça de Deus e tornar possível sua misericórdia clemente (João 1:29).

Todos os cordeiros que tinham morrido na história humana apontavam para este. Jesus era o cordeiro pressentido no carneiro que morreu em vez de Isaque, no monte Moriá. O Senhor verdadeiramente providenciou! Ele era a verdadeira e última expressão do cordeiro imaculado da Páscoa cujo sangue abrigou Israel da ira de Deus no Egito (1 Coríntios 5:7).

 Mas por que ele tinha que morrer, e morrer tão horrivelmente? Porque ele era a propiciação por nossos pecados (1 João 2:2) e nele tinha que recair a justa ira divina imparcial de um Deus santo (Romanos 1:18) que não pode ter "treva nenhuma" (1 João 1:5-6)

 Portanto, não pode simplesmente dizer aos pecadores, a quem ele ama, "Eu vos perdôo". "Se ele tivesse que perdoar meramente por compaixão, ou porque um ser soberano pode fazer o que quiser, ele destruiria a estrutura moral do universo. Deus demonstrou na prática o seu amor pela humanidade

Vamos focalizar Jesus como único meio de salvação, o valor e a finalidade exclusiva de seu precioso sangue.JESUS, ÚNICO MEIO DE SALVAÇÃO

Existem muitas teorias antibíblicas que procuram oferecer salvação pelas boas obras, purgatório, reencarnação, etc. Isso, porém, apenas engana as pobres almas, sem contudo oferecer a solução certa.

É apenas uma descarga de consciência que o homem inventou para não admitir o seu pecado e aceitar o meio de Salvação oferecido por Deus, João 3:16.

A Bíblia nos apresenta o único meio de Salvação – JESUS: Lemos em Atos 4:12 que “em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos”.

Jesus preencheu as exigências de Deus.Para ser salvador do homem, teria que ser outro homem, todavia sem pecado , caso contrário sua morte não teria efeito. Que valor tem um pecador morrer por outro pecador? I Pedro 3:18. - Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito;

Também teria que ser divino. Os anjos, os arcanjos e os querubins não serviram. Deus escolheu junto dele o remidor, de sua destra, do trono, esse que realizou tão sublime missão. Jesus preencheu todas as exigências de Deus, tornando-se, assim, o nosso Salvador.

Desceu do céu e tornou-se carne.Se Jesus tivesse vindo só em Espírito, valor nenhum teria. Precisou vir em carne, João 1:14, Fil. 2:5-10. Esta passagem mostra Jesus fazendo-se semelhante aos homens.

Sendo Servo  não julgou pôr usurpação ser igual a Deus, mas humilhou-se. Assumiu todo sofrimento e desprezo. Nasceu de Maria e figurou-se como qualquer homem, contudo sem pecado.

Em João 1:14 lemos: “O verbo se fez carne, e habitou entre nós…” Que coisa gloriosa Deus tornando-se carne e habitando entre os homens. Compartilhando com os homens, sofrendo com os homens, sentindo o drama do ser humano. O autor aos Hebreus diz que Jesus passou por todas as tentações por que passamos neste mundo.

Hebreus 4:15. - Porque não temos um sumo-sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Jesus humilhou-se si mesmo e fez tudo por nós. Pergunto: O que estamos fazendo para Ele hoje?

 O VALOR DE SEU SANGUEO valor do sangue de Jesus excede a toda e qualquer riqueza. Você sabe por que? O sangue de Jesus perdoa os nossos pecados. Nada do que possuímos ou fizemos por nós mesmos terá condições de alcançar esta graça: O PERDÃO.

Entretanto, o sangue de Jesus nos salva, e bastando apenas aceitar essa realidade em nós. Vejamos o que Pedro nos ensina a esse respeito: “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata e ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver (…) mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado”, I Pedro l: 18-19.

Jesus derramou seu sangue na cruz com a finalidade de perdoar pecado, “…sem derramamento de sangue não há remissão de pecados”,

Hebreus 9:22.* I João 1:7 “… O sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado”.* Apocalipse 1:5 “… aquele que nos ama, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados”.* Apocalipse 7:14 “… lavaram os seus vestidos e os branquearam no sangue de cordeiro”.* Jo 1:29 “… eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.

No Antigo Testamento, o sacerdote derramava sangue de animais para purificação de si mesmo e do povo de Israel. Isso era uma tipologia ou figura do sangue de Jesus.

 Para todo pecado há perdão nesse precioso sangue. Devemos ressaltar aqui que a blasfêmia contra o Espírito Santo é o único pecado imperdoável, I João 5:16

PELO SANGUE DE CRISTO NOS APROXIMAMOS DE DEUS - QUINTA – EFÉSIOS.2:13 - Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.

O castigo pelo pecado tem sido sempre a morte (veja Gênesis 2:17; Romanos 6:23). Aqueles que pecam andam "segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar" (2:2). O caminho deste mundo é o caminho de Satanás, que conduz ao pecado e à morte.

Desde a primeira vez que pecamos, somos separados de Deus  e somos incapazes de escapar do castigo da morte.Isaias.59:2, Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.

Pela graça de Deus, aqueles que estão "em Cristo" foram ressuscitados de seus pecados junto com ele, e lhes foi dada vida junto com ele. Aqueles que estão "em Cristo" não pertencem mais a este mundo de pecado, mas foram ressuscitados para nos fazer "assentar nos lugares celestiais" (2:6).

   Observe a importância de estar "em Cristo" para receber a graça de Deus. "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé" (2:8).

A graça de Deus exige algo de nós: nossa fiel obediência ao seu Filho (veja Tito 2:11-15). Nossa obediência não é de acordo com as obras que desejamos fazer, mas de acordo com as "boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas" (2:10).

Nas Escrituras que aprendemos sobre estas "boas obras" que Cristo criou para nós, 2 Timóteo 3:16-17 - Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; - Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.

Ele é a nossa paz (2:11-18). Houve um tempo quando somente a nação de Israel, de acordo com a Lei de Moisés, tinha acesso à presença de Deus em seu templo, em Jerusalém.

Os estrangeiros e os imundos tinham que ficar fora dos muros do templo, "separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa" (2:12). Mas "em Cristo Jesus...fostes aproximados" (2:13). Em Cristo, Deus aproxima as pessoas de dois modos importantes.

Primeiro, ele reúne judeus e gentios um ao outro "em um só corpo com Deus" (2:16). Segundo, ele aproxima as pessoas de Deus, dando-lhes "acesso ao Pai em um Espírito" (2:18). Em Cristo, não há mais separação de Deus, de suas promessas, ou de seu povo.

   O edifício de Deus (2:19-22). Agora, aqueles que foram reunidos como uma família em Cristo estão sendo edificados como um edifício espiritual para Deus. O edifício está fundado no ensinamento dos "apóstolos e profetas", que seguem o modelo de Cristo, "a pedra angular" (2:20).

Qualquer ensinamento que não se alinha com o ensinamento de Cristo e de seus apóstolos e profetas não faz parte dos planos para o edifício de Deus. - Este edifício está sendo construído para ser um "santuário dedicado ao Senhor... para habitação de Deus no Espírito" (2:21-22). Este é o novo templo de Deus. Neste templo, todos que estão em Cristo têm acesso a Deus, no Espírito.

 FOMOS JUSTIFICADOS MEDIANTE A OBRA SALVÍFICA DE CRISTO. SEXTA – ROMANOS.3:24 - Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.

Uma vez que o dom da salvação pela graça é acessível por meio da fé em Cristo, não por obras (Ef 2:8-9), quem não aceita, pela fé, a propiciação que Cristo fez em seu favor, não recebe a absolvição de seus pecados,

Permanecendo, portanto, em suas culpas (Jo 8:24), e, por conseguinte, tendo ainda uma dívida eterna com Deus, de modo que terá que pagar por ela pessoalmente, no lago de fogo. Assim, “Quem crê no Filho tem a vida eterna; já quem rejeita o Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele” (Jo 3:36).

É por isso que só Jesus pode nos salvar; “não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos” (At 4:12). Somente quem crê no Senhor Jesus será salvo (Jo 1:12; 3:16-18; 6:47; Rm 3:21-26; 10:10-11; 1Jo 5:11-13).

Não podemos comprar a nossa salvação nem por obras nem por coisa alguma. Ela não tem valor (Is 55:1). É gratuita para todo aquele crê em Jesus, porque fomos resgatados pelo Seu precioso sangue (1Pe 1:18-20). Glória ao nosso Deus justo e misericordioso!

FOMOS CRUCIFICADOS COM CRISTO; VIVAMOS UMA VIDA SANTA. SABADO - GALATAS.2:18-20 - Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.

Viver em santidade significa separar-se do mundo. Isso não quer dizer  que você terá de fugir para as montanhas, isolar-se e nunca mais falar com incrédulos. Significa que terá de separar seu coração do sistema de valores do mundo e valorizar as coisas que Deus considera mais importantes.

Viver em santidade significa purificar-se. Purificar-se não é vestir uma túnica branca e cobrir tudo o que não é santo em sua vida, é preciso se separar de tudo que aos olhos de Deus é pecado

Viver em santidade significa viver no Espírito, e não na carne. Nossos pensamentos carnais podem desqualificar-nos tanto quanto nossas ações. Ore para Deus ajudar você a viver no Espírito na car, não ne.

Viver em santidade significa afastar-se da imoralidade sexual. A maior mentira na qual nossa sociedade acredita é imaginar que o pecado sexual é aceitável. Peça para Deus te ajudar manter-se sexualmente puro na mente e no corpo.

Viver em santidade significa ser santificado por Jesus. Uma vez que aceitamos a Jesus, não podemos manter nosso antigo estilo de vida pecaminoso. Agora que Cristo vive em nós e o Espírito Santo nos guia e nos transforma, não temos mais desculpas para andar segundo nossos velhos hábitos.

Viver em santidade significa andar perto de Deus. Só conseguimos ver o Senhor com clareza quando nos esforçamos para caminhar perto dele em pureza e paz. “Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12:14).

Viver em santidade significa deixar Deus nos guardar. Santidade é a vontade de Deus para nossa vida, algo que Ele planejou para nós desde o princípio. Quando nosso coração deseja viver em pureza e fazer aquilo que é certo, Deus nos guarda de cair em pecado.

 

Partilhe! Obrigado.


Vamos iniciar o 3º Trimestre de 2019 Na EBD, A Maior Escola Do Mundo; Seja Bem Vindo

Nosso Compromisso com Deus e Com as Pessoas é Ensinar e Transmitir Informações das Santas Escrituras

EBD MOLDANDO VOCÊ

Valdemar Quaglio


EBD 2º Trimestre 2019 Lição 11 O Sacerdócio de Cristo e o Levítico

EBD 2º Trimestre 2019 Lição 11 O Sacerdócio de Cristo e o Levítico

Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais sublime do que os céus.” (Hebreusb 7.26)

EBD Escola Bíblica Dominical 2º Trimestre 2019 Lição 11

Valdemar Quaglio


EBD 2º Trimestre 2019 Lição 10 O Sistema de Sacrifícios

EBD 2º Trimestre 2019 Lição 10 O Sistema de Sacrifícios

Deus Criou um Sistema de Sacrifícios para os Israelitas, Indicando que Jesus Cristo Seria o Supremo Sacrifício; Ele Pagaria de Uma Vez por Todas, Morrendo Uma Só Vez Pelo Pecado do Mundo

EBD MOLDANDO VOCÊ

Valdemar Quaglio


Escola Bíblica Dominical (EBD) 2º Trimestre 2019 Lição 9 A Arca da Aliança

Escola Bíblica Dominical (EBD) 2º Trimestre 2019 Lição 9 A Arca da Aliança

A Arca da Aliança era de Madeira de Acácia, Revestida de Ouro; O Ouro Simbolizava a Divindade de Cristo e a Madeira Simbolizava a Humanidade de Cristo, Portanto em Geral A arca da Aliança Era a Presença de Deus Entre os Israelitas

Escola Bíblica Dominical (EBD) 2º Trimestre 2019 Lição 9 A Arca da Aliança

Valdemar Quaglio