O Caráter Cristão

Lição 8

Abigail, Um Caráter Conciliador

Conciliar Conflitos deve ser o Objetivo de Todo Cristão


Partilhe! Obrigado.

SUBSÍDIOS.EBD,LIÇÃO 8 ABIGAIL, UM CARATER CONCILIADOR

Por que ocorrem os conflitos? Identificando a fonte do conflito Como lidar com os conflitos? Jesus não resolveu todos os conflitos.

MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO DE CONFLITOS

Conflitos estão presentes em todas as áreas das nossas vidas, na família, na igreja, entre os amigos, na empresa e consigo próprio.

A administração dos conflitos exigirá de nós sabedoria, inteligência, conhecimento bíblico, habilidade e amor ao próximo.

A palavra conflito no dicionário Aurélio significa: 1. Luta, combate, 2. Guerra, 3. Enfrentamento, 4.Oposição entre duas ou mais partes, 5. Desavença entre pessoas ou grupos, 6. Divergência, discordância de idéias,de opiniões.

Um desafio para os líderes é lidar com os conflitos surgidos na igreja, conflitos esses que já na igreja primitiva pelos relatos dos apóstolos ocorriam.

 Penso que os conflitos servem para nos ajudar a crescer como cristãos, a melhorar como pessoas que se dispuseram a imitar o Filho de Deus.

 No meio secular existem as câmaras arbitrais que tem a função de pacificar conflitos entre as pessoas ou empresas.

 A arbitragem, mediação e conciliação são instrumentos utilizados para a pacificação de conflitos de natureza civil e comercial fora da esfera do poder judiciário de forma rápida amigável e informal.

 Cristo é o mediador entre Deus e os homens, veja que entre nós e o Pai havia um conflito (o nosso pecado nos distancia de Deus) não havia mediação até a vinda do seu Filho.

 Jesus veio para tratar o conflito entre Deus e o ser humano Ele é o Mediador que abre o caminho para restaurar a comunhão possibilitando a salvação.

 Mediar conflitos é virtude de todo Cristão, do líder e de todos os que de algum modo ensinam ou conduzem o rebanho de Deus.

 O objetivo da mediação no meio cristão é pacificar, esclarecer e levar as partes envolvidas a se arrependerem por amor a Deus e a sua palavra seguindo em paz uns com os outros.

 Filipenses.4:2,3 Rogo a Evódia, e rogo a Síntique, que sintam o mesmo no SENHOR. E peço-te também a ti, meu verdadeiro companheiro, que ajudes essas mulheres que trabalharam comigo no evangelho, e com Clemente, e com os outros cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida.

O apóstolo Paulo pede que um mediador ajude a restabelecer a paz entre Evódia e Síntique informando que ambas as mulheres eram importantes para o avanço do evangelho de Cristo.

 Nós pacificamos ou alimentamos o conflito? Você entende ser importante no papel de um mediador? Por que ocorrem os conflitos? Os conflitos nascem quando há um interesse pessoal ou de um grupo contrariado.

Os conflitos não têm seu início nas situações e sim nas pessoas, são as pessoas que provocam situações e causam divisões.

A boca fala o que já está no coração, o que contamina o homem não é o que entra e sim o que sai do homem.

O coração do conflito está no ser humano que não tem na palavra de Deus o seu moderador: Tiago 1.19todo homem deve estar pronto a ouvir, ser tardio para se irar”.

A falta de paciência e amor leva as pessoas a brigarem, dividirem e não conviverem em harmonia. Certamente já ouvimos a frase “quando um não quer dois não brigam”, se aplicássemos em nossa vida essa frase evitaríamos muitas desavenças.

 Há pessoas que são mestres em provocar o outro, não são pacificadoras antes colocam mais “lenha na fogueira”. Ao invés de apaziguarem, de serem pacificadores são promotores de contendas fazem tempestade em um copo d’água.

Os conflitos ocorrem porque pessoas são partidaristas, egoístas, vaidosas, sem amor para com o próximo, invejosas e insubmissas.

 É do coração humano que procedem os conflitos pela incapacidade de lidar com sentimentos e situações.

 A nossa teimosia e dureza de coração são os principais responsáveis pelos conflitos gerados.

Somos convidados pela palavra de Deus para vivermos uma vida em paz uns com os outros, mas insistimos em fazer valer a nossa opinião ainda que para isso causemos divisões e brigas em nosso meio.

 1 Reis 3.22-27 A outra mulher disse: "Não! O que está vivo é meu filho; o morto é seu". Mas a primeira insistia: "Não! O morto é seu; o vivo é meu". Assim elas discutiram diante do rei. Ele então ordenou: "Cortem a criança viva ao meio e deem metade a uma e metade à outra”. A mãe do filho que estava vivo, movida pela compaixão materna, clamou: "Por favor, meu senhor, dê a criança viva a ela! Não a mate! " A outra, porém, disse: "Não será nem minha nem sua. Cortem-na ao meio! "Então o rei deu o seu veredicto: "Não matem a criança! Dêem-na à primeira mulher. Ela é a mãe".

O rei Salomão exerce o papel de mediador diante do conflito gerado pela mulher que havia perdido seu filho planejando usurpar o filho da outra.

 Precisamos ser sábios! #Os nossos atos tem promovido a paz ou conflitos?

 Temos consciência que gerando divisões prejudicamos o reino de Deus?

 A fonte dos conflitos está no comportamento humano ausente do temor a Deus e a sua palavra.

 Se antes de agirmos consultássemos a palavra do Senhor as nossas ações seriam as ensinadas por Jesus. Segundo Jesus em Mateus 15.18,19mas o que sai da boca procede do coração; e é isso que torna o homem impuro. Porque do coração e que saem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, imoralidade sexual, furtos, falsas testemunhas e calunias” Todas essas coisas provêm do coração

–Davi pede a Deus que sonde o seu coração: Salmos 139.23,24 “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guiam-me pelo caminho eterno”.

 Geralmente achamos que a culpa ou a fonte do conflito está na outra pessoa. Não conseguimos enxergar em nós as motivações equivocadas que nos fazem falar e agir de modo errado, enganoso é o coração humano.

Bases bíblicas para identificar a fonte dos conflitos. Pela vontade da alma brigamos. Tiago4:1-3 Donde vem as guerras e pelejas entre vós? Porventura, não vem disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? Cobiçais e nada tende; sois invejosos e cobiçosos e não podeis alcançar, combateis e guerreais e nada tende, porque não pedis. Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.

 Por posições, status nós negociamos os melhores lugares. Marcos 10.35-37 Nisso Tiago e João, filhos de Zebedeu, aproximaram-se dele e disseram: "Mestre, queremos que nos faças o que vamos te pedir: O que vocês querem que eu lhes faça? ", Perguntou ele. Eles responderam: Permite que, na tua glória, nos assentemos um à tua direita e o outro à tua esquerda. PELO PODER ALGUNS BRIGAM.

Por um reconhecimento religioso os homens mentem e geram conflitos. Atos 5.3,4 Então perguntou Pedro:  Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração, a ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade?  Ela não lhe pertencia? E, depois de vendida, o dinheiro não estava em seu poder? O que o levou a pensar em fazer tal coisa? Você não mentiu aos homens, mas sim a Deus. NÃO FAZEMOS PARA DEUS E SIM PARA HOMENS!

Qual a nossa opinião sobre sí mesmo? Quais as minhas reais intenções? Sou capaz de reconhecer minhas falhas antes de apontar as do próximo? Como lidar com os conflitos?

 Para solucionar ou pelo menos tentar solucionar os conflitos precisamos ajudar as pessoas a entenderem que não estão lidando com o problema de forma clara ao não identificar o coração do conflito que é a pessoa e assim trata o conflito de modo equivocado.

 Os nossos desejos nos fazem afundar em terrenos arenosos e a nossa teimosia impossibilita toda e qualquer tentativa de pacificação.

 Mostre as partes envolvidas que ambos são cristãos quando assim for, e logo precisam respeitar a palavra de Deus.

No meio cristão os conflitos devem receber a luz da Escritura sagrada, nosso manual para lidar com conflitos é a palavra de Deus.

A negociação bíblica se preocupa não apenas com interesses dos outros, mas também com os interesses de Deus. Aplicação prática: Precisamos usar a palavra de Deus e não os nossos achismos ou ideologias seculares para tratar conflitos.

 Não focar no problema em sí e sim em nossa intenção e sentimentos que alimentam os conflitos.

Mediamos conflitos segundo nosso interesse ou segundo a palavra de Deus? Usamos dois pesos e duas medidas? Em nossos conflitos usamos a palavra de Deus como parâmetro?

 Jesus não resolveu todos os conflitos Jesus enfrentou na terra conflitos, familiares, pessoal, religioso e social.

 Uma leitura mais cuidadosa da palavra de Deus com enfoque nos conflitos vividos por Jesus e veremos que alguns desses conflitos não foram resolvidos.

 O embate com os religiosos de sua época perdura até a cruz, Jesus não conseguiu mudar a opinião de alguns fariseus, Saduceus, Zelotes e outros.

 Apesar dos ensinamentos do Mestre algumas pessoas escolheram não segui-lo, escolheram manter seu ponto de vista e seguir com os seus conflitos.

Talvez não resolveremos todos os conflitos e problemas, porém precisamos seguir a paz com todos naquilo que depender de nós.

Jesus não conquistou a todos - Lucas 23.21 Mas eles clamavam em contrário, dizendo: Crucifica-o, crucifica-o. Mesmo na hora da morte houve conflito - Lucas 23.29 E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós. Jesus mesmo sendo Deus foi rejeitado pelo seu povo -João 19.15 Mas eles bradaram: Tira, tira, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Hei-de crucificar o vosso Rei? Responderam os principais dos sacerdotes: Não temos rei, senão César. Os conflitos duram até os dias de hoje -Lucas 21.17 E de todos sereis odiados por causa do meu nome. I

Partilhe! Obrigado.


A Raça Humana

A Raça Humana

Origem, Queda e Redenção

EBD MOLDANDO VOCÊ

Valdemar Quaglio


A RAÇA HUMANA; Origem, Queda e Redenção

Comentarios do Pastor Claudionor de Andrade

Valdemar Quaglio


EBD 4º TRIMESTRE 2019

EBD 4º TRIMESTRE 2019

O Governo Divino em Mãos Humanas

EBD MOLDANDO VOCÊ

Valdemar Quaglio


A Mordomia da Adoração

A Mordomia da Adoração

Nossa Adoração a Deus Deve Chegar ao Trono da Graça Como Cheiro Agradável (VEJA O VÍDEO CLICANDO AQUI)

A Mordomia Da Adoração

Valdemar Quaglio