O Caráter Cristão

Lição 11

Maria, mãe de Jesus - Uma Serva Humilde

Atitudes de Humildade são Marcas de Quem Serve a Deus


Partilhe! Obrigado.

SUBSÍDIOS.EBD, LIÇÃO 11 – MARIA, MÃE DE JESUS UMA SERVA HUMILDE

Maria, a mãe de Jesus, foi uma mulher descrita por Deus como “agraciada”.

A palavra “agraciada” vem do grego, e significa, essencialmente, “muita graça”.

Maria recebeu a Graça de Deus. Graça é “favor imerecido”, que significa algo que recebemos apesar do fato de que não o merecemos.

Maria precisava de graça de Deus, assim como o resto de nós precisa.

Maria compreendeu este fato, como declara em Lucas 1:47, “E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador.”

Maria reconheceu que precisava ser salva, que ela precisava de Deus como seu Salvador.

A Bíblia nunca diz que Maria foi qualquer coisa além de uma mulher comum que Deus escolheu para usar de uma forma extraordinária.

Sim, Maria era uma mulher correta e favorecida (agraciada) por Deus. Lucas 1:27-28 A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.

Ao mesmo tempo, Maria era também um ser humano pecador como todos os outros, que necessitava de Jesus Cristo como seu Salvador, como todas as outras pessoas. Romanos. 3:23; 6:23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; - Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.

Maria não teve uma “concepção imaculada” – não há qualquer razão bíblica para crer que o nascimento de Maria tenha sido qualquer coisa que não seja um nascimento humano normal.

Maria era virgem quando deu à luz Jesus, mas a idéia de uma virgindade perpétua de Maria não é bíblica.

Mateus 1:25, falando de José, declara: “E não a conheceu ATÉ que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe por nome Jesus.”

A palavra “até” claramente indica que José e Maria tiveram união sexual após o nascimento de Jesus.

José e Maria tiveram vários filhos juntos depois que Jesus nasceu. Jesus tinha quatro irmãos e também um numero não registrado de irmãs: Tiago, José, Simão e Judas Mateus 13:55,56 Não é este o filho do carpinteiro? e não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas? E não estão entre nós todas as suas irmãs? De onde lhe veio, pois, tudo isto?

Uma vez, quando Jesus estava falando, uma mulher na multidão proclamou: “Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste. Lucas 11:27.

Nunca houve melhor oportunidade para Jesus declarar que Maria era verdadeiramente digna de louvor e adoração.

Mas qual foi a resposta de Jesus?

Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam. Lucas 11:28

Para Jesus, a obediência à Palavra de Deus era MAIS IMPORTANTE do que ser a mulher que o pôs no mundo.

Em nenhum lugar das escrituras Jesus, ou qualquer outra pessoa, dirige qualquer louvor, glória ou adoração a Maria.

Isabel, parente de Maria, a louvou em Lucas 1:42-45, mas seu louvor é baseado no fato de que Maria daria à luz Jesus. Não foi baseado em qualquer glória inerente a Maria.

E aconteceu que, ao ouvir Isabel a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre; e Isabel foi cheia do Espírito Santo.

E exclamou com grande voz, e disse: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre.

E de onde me provém isto a mim, que venha visitar-me a mãe do meu Senhor?

Pois eis que, ao chegar aos meus ouvidos a voz da tua saudação, a criancinha saltou de alegria no meu ventre.

Bem-aventurada a que creu, pois hão de cumprir-se as coisas que da parte do Senhor lhe foram ditas.

Maria estava perto da cruz quando Jesus morreu (João 19:25). Maria estava com os apóstolos no dia do Pentecostes (Atos 1:14).

Entretanto, jamais se menciona Maria depois de Atos capítulo 1.

Os Apóstolos, em nenhum lugar, dão a Maria papel proeminente.

A morte de Maria não é registrada na Bíblia.

Nada é dito sobre Maria subindo aos Céus, ou tendo qualquer forma de papel exaltado no Céu.

Maria deve ser respeitada como a mãe terrena de Jesus, mas ela não é digna de nossa adoração ou exaltação.

A Bíblia, em nenhum lugar, indica que Maria pode ouvir orações, ou que ela possa ser mediadora entre nós e Deus.

Jesus é nosso único defensor e mediador no Céu. Timóteo 2:5.

Se fosse oferecida adoração, exaltação ou orações, Maria diria o mesmo que os anjos: “Adora a Deus!” Apocalipse 19:10; 22:9.

A própria Maria dá para nós exemplo, direcionando sua adoração, exaltação e louvor somente a Deus: “Disse então Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador; Porque atentou na baixeza de sua serva; Pois eis que desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada, Porque me fez grandes coisas o Poderoso; E santo é seu nome” Lucas 1:46-49

A MISSÃO DE MARIA NO PLANO DA SALVAÇÃO

Deus escolheu Maria para uma missão especial.

Ele chamou-a para carregar o Messias em seu ventre. Deus enviou o anjo Gabriel para lhe dar a maravilhosa notícia.

A princípio, ela ficou confusa. Como podia tudo isto ser possível? Embora estivesse noiva de José, ela ainda era virgem –

como poderia ter um filho? "Descerá sobre ti o Espírito Santo", disse Gabriel, "e o poder do Altíssimo te envolverá com a Sua sombra." Luc. 1:35.

A resposta sincera de Maria foi genuína. "Que se cumpra em mim conforme a tua palavra

Embora a narrativa do Evangelho não fale muito acerca de Maria, ela nos conta o suficiente para revelar sua incrível força de caráter.

Ela era sincera, honesta, meiga, pura, obediente e cheia de compaixão.

Embora ainda fosse provavelmente uma adolescente, ela entendeu a magnitude do chamado de Deus.

Maria reconheceu a sua "humildade" e foi enaltecida pelas bênçãos que todas as gerações viriam a reconhecer.

Picos e vales marcaram a vida de Maria. Eles começaram com José ameaçando deixá-la quando soube que ela estava grávida,

e continuaram com uma cansativa viagem de Nazaré até Belém.

Incluíram o uso de uma manjedoura como berço para o bebê.

Suas emoções viraram medo das ameaças de Herodes de matar todos os meninos com menos de dois anos. Com José e o menino recém-nascido, ela fugiu, apressada, para o Egito.

Foi nos joelhos de Maria que Jesus aprendeu os cânticos de Sião e as promessas dos profetas.

Com ela, Ele aprendeu submissão e confiança, oração e obediência.

Ela sorriu quando Ele deu Seus primeiros passos, e chorou quando pregaram Seus pés ao madeiro. Durante toda a vida de Jesus, ela creu nEle, e nunca se afastou.

As missões dadas por Deus nem sempre são fáceis e populares. Existem altos e baixos, alegrias e tristezas. Assim como Ele chamou Maria, Deus nos chama para sermos fiéis também. Ele nos chama para ficarmos ao lado de Jesus, agora e para sempre, por toda a eternidade.

Partilhe! Obrigado.


A RAÇA HUMANA; Origem, Queda e Redenção

Comentarios do Pastor Claudionor de Andrade

Valdemar Quaglio


EBD 4º TRIMESTRE 2019

EBD 4º TRIMESTRE 2019

O Governo Divino em Mãos Humanas

EBD MOLDANDO VOCÊ

Valdemar Quaglio


A Mordomia da Adoração

A Mordomia da Adoração

Nossa Adoração a Deus Deve Chegar ao Trono da Graça Como Cheiro Agradável (VEJA O VÍDEO CLICANDO AQUI)

A Mordomia Da Adoração

Valdemar Quaglio


EBD 3º Trimestre 2019 Lição 5 A Mordomia da Igreja Local

EBD 3º Trimestre 2019 Lição 5 A Mordomia da Igreja Local

O Cristão Deve Valorizar a Igreja Local Como Ambiente de Adoração, Comunhão e Serviço ao Reino de Deus

EBD MOLDANDO VOCÊ

Valdemar Quaglio